Gestão de crise: 3 passos para começar a superar

A pandemia do Coronavírus gerou crise em diversos setores da sociedade. Infelizmente, seus efeitos ainda serão sentidos por mais algum tempo. Mas, como toda crise, ela passará.

E a pergunta que fica é: o que fazer para superá-la? Separamos três passos simples que devem ser tomados durante a crise para que qualquer empresa possa passar por esse momento e ainda conseguir ter crescimento.

1. FLUXO DE CAIXA

Diante de uma crise, esse é o primeiro fator que deve ser analisado. Por quanto tempo a empresa consegue funcionar sem que haja entrada financeira?

Depois de fazer esse cálculo, e dependendo do resultado dele, é preciso programar ações. Preparar-se para possíveis cenários dentro de certo período de tempo: o que o cenário mais otimista reservar? E o mais realista? E, claro, esteja preparado também para o mais pessimista.

Dessa forma, há mais clareza na hora de tomar uma decisão que afetará a empresa, seja a de fazer um empréstimo ou mesmo de reduzir custos e cortar funcionários.

Agora pare e pense: se em condições normais, sem uma crise generalizada, 7 entre 10 mudanças organizacionais falham, imagine no cenário que estamos vivendo.” Veja mais sobre Gestão da Mudança organizacional nas crises: o papel do RH.

2. ESTABILIDADE

Após o cálculo do fluxo de caixa, a busca será por ganhar estabilidade. É aqui onde são analisados quais custos podem ser reduzidos, quais processos podem ser otimizados para gerar mais resultado, com menos recursos, sejam eles humanos ou financeiros.

Quais ações darão maior estabilidade para sobreviver durante um período de crise?

Veja também 5 dicas de Gestão para gerir melhor sua equipe

3. CRESCIMENTO

Por mais contraditório que pareça, é preciso pensar em crescimento mesmo no período de crise. Isso porque a empresa precisa preparar para retomar bem as atividades depois que a crise passar. Ter um plano de ação claro é essencial, e não é necessário esperar a crise passar para pensar nisso.

Mas deve haver o equilíbrio entre todas essas ações. Dessa forma, é possível passar pela crise com mais tranquilidade.

Por isso, para um gestor de RH, é imprescindível tomar decisões baseadas na maior quantidade de dados disponíveis. O profissional de RH convive diariamente com decisões estratégicas relacionadas a promoção, demissão, treinamento de equipe, etc, então precisa de informações suficientes para ter a atitude mais correta.

Dados como nível de absenteísmo, as métricas relacionadas ao recrutamento e seleção, índice de rotatividade dos funcionários, entre outros, são importantes para agir estrategicamente.

Veja também 6 ferramentas indispensáveis pós pandemia

Assim, gestores podem tomar decisões assertivas visando o equilíbrio, a harmonia e o crescimento da empresa mesmo em meio a crise.

O auxílio de novas tecnologias é fundamental para gerir crises. A coleta e organização rápida de dados, e a desburocratização de processos é importante para otimizar tempo e recursos precisos em tempos difíceis.

logo fácilcon
Solicite sua demonstração gratuita aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s